sexta-feira, outubro 07, 2005

Erva da Semana VIII: A Minha Pegada Ecológica

Caríssimos,

Já tinha ouvido falar da Pegada Ecológica, mas apenas esta semana passei pelo site Ecological Footprint Quis, para me inteirar verdadeiramente do assunto.

Sem perder tempo comecei a explorar o site e a compreender melhor a relação entre, estilo de vida e espaço.

É realmente essencial conseguir passar a ideia, do nosso estilo de vida estar associado a uma área física de onde provêm todos os recursos que necessitamos/utilizamos diariamente. A iniciativa da Pegada Ecológica é por isso, para mim uma excelente forma de sensibilizar as pessoas para a necessidade de todos fazermos um esforço na alteração dos hábitos que dia a dia nos vão condenando, e caminharmos no sentido de um estilo de vida mais sustentável neste maravilhoso planeta Terra.

A Erva da Semana pretende por isso deixar aqui alguns pontos que poderão ajudar a compreender melhor essa relação entre, estilo de vida e área física que o suporta, assim como algumas ideias de comportamentos que podem ser alterados de forma a reduzir a Pegada Ecológica de cada um.

Deixamos ainda o convite para que cada um deixe em comentário o valor da sua pegada ecológica: (link:Ecological Footprint Quiz). Aproveitem também para ler as sugestões do site.

Abaixo publico os resultados da minha Pegada Ecológica, obviamente tentei ser o mais preciso possível nas minhas respostas.

CATEGORIA - HECTARES GLOBAIS

ALIMENTAÇÃO - 1

MOBILIDADE E TRANSPORTES - 1

HABITAÇÃO - 0. 6

BENS DE CONSUMO E SERVIÇOS - 1.3

VALOR TOTAL DA PEGADA - 3.9

COMO TERMO DE COMPARAÇÃO, A PEGADA ECOLÓGICA MÉDIA EM PORTUGAL É 4.5 HECTARES GLOBAIS POR PESSOA.

MUNDIALMENTE, EXISTEM 1.8 HECTARES GLOBAIS DE ÁREA BIOLOGICAMENTE PRODUTIVA POR PESSOA.

SE TODOS TIVÉSSEMOS UMA PEGADA ECOLÓGICA SEMELHANTE À MINHA, IRÍAMOS PRECISAR DE 2.2 PLANETAS TERRA.

Apesar de ter consciência que não tenho um estilo de vida de acordo com as regras da sustentabilidade, fiquei surpreendido ao verificar o resultado. 2.2 planetas Terra para que todos possam ter o mesmo estilo de vida que eu tenho. Fico ainda mais impressionado de ver que o meu resultado está abaixo do valor médio nacional em 0.6 hectares. Outros países mais desenvolvidos o valor médio consegue ser ainda superior.

Quem realmente está na área ambiental por convicção, sente na pele as dificuldades em ser coerente com as suas ideias. Faço muitos mais quilómetros de carro do que gostaria, não tenho possibilidade de ir trabalhar de bicicleta como gostaria, sendo esta a minha maior causa para um estilo insustentável.

Simplesmente passando a ir trabalhar todos os dias de bicicleta e reduzindo os Km de carro para um valor entre 150-300 km semanais, o valor total da minha pegada ecológica seria de 2.4 hectares, menos 1.5 hectares do que a pegada actual.

COMPREENDER E AGIR

Para o cálculo da pegada ecológica o sistema disponível na Internet analisa 4 factores principais, relacionando cada um deles com uma área, assim temos:

- Alimentação

- Mobilidade e Transportes

- Habitação

- Bens de Consumo e Serviços

Alimentação;

Qual a relação que poderá existir entre o tipo de alimentação que temos e o espaço fisico necessário para a sustentar essa alimentação?

Como podemos contribuir para a diminuição desse espaço fisico necessário?

Estas são algumas das perguntas que poderemos colocar.

"A média a nivel mundial para a Pegada Ecológica da Alimentação é de 0.9 hectares por pessoa, ou seja, cerca de 35% do total da Pegada."

Não será difícil compreender que uma vaca necessita de mais espaço do que uma couve. Pode parecer ridícula a comparação mas ajuda a perceber, que por exemplo, comendo mais carne estamos a aumentar a nossa Pegada Ecológica, ou espaço necessário para suportar a nossa alimentação.

Uma das formas de reduzir esta área será a de ingerir proteínas de origem vegetal em vez de animal.

Também se dermos preferência a produtos de origem local e desenvolvidos sem recurso a pesticidas estamos a contribuir para a redução da nossa Pegada Ecológica, reduzindo o impacte ambiental associado à produção e transporte dos produtos alimentares.

Ainda outra possibilidade para aqueles que têm jardim em casa é a de produzir composto, dessa forma reduzem a quantidade de resíduos produzidos e obtêm fertilizante para as suas plantas e jardins.

Mobilidade e Transportes;

"A média a nível mundial para a Pegada Ecológica da Mobilidade e Transportes é de 0.3 hectares por pessoa, cerca de 11% do total da Pegada média global."

Convém ter em mente que este valor no Mundo Ocidental é muito superior. Eu próprio, obtive um valor de 1 hectare.

Será aqui também interessante verificar, ou até deixar em comentário, o vosso valor.

A melhor forma de reduzir o peso do transporte na Pegada Ecológica é sem dúvida andar a pé e de bicicleta, seguindo-se a utilização de transportes públicos e finalmente tentar partilhar o carro.

Andar de carro sozinho e andar de avião, são as formas de transporte que mais energia consomem por pessoa e só limitando o seu uso conseguiremos reduzir em boa parte a Pegada Ecológica.

Habitação;

A habitação é essencial para a redução da Pegada Ecológica uma vez que ela consome grande parte da energia que necessitamos, tanto na sua construção como durante a sua utilização.

É por isso necessário que as construções sejam pensadas de forma a serem mais eficientes energeticamente.

Devemos escolher electrodomésticos também mais eficientes energeticamente e se possível reduzir o numero de aparelhos eléctricos em casa.

Também aqui se impõe a necessidade de estar atento para alteração de alguns hábitos como desligar todos os aparelhos, sempre que não sejam necessários, trocar as lâmpadas por lâmpadas de baixo consumo, ter bom isolamento térmico, etc... Idealmente devemos recorrer ao aquecimento de água por energia solar e projectar as casas de forma a estas poderem tirar também partido da energia solar para que estas sejam mais quentes no Inverno.

O bom disto tudo é que depois de investirmos algum dinheiro as contas de luz e gás começam a baixar, o que é sempre agradável.

Bens de Consumo e Serviços;

Todos os bens e todos os serviços implicam uma necessidade de energia, tanto em deslocações como em materiais.

Devemos por isso tentar coordenar, o melhor possível, as nossas acções, optimizando idas às compras e outros afazeres…e escolhendo com cuidado o que compramos. A biodegradabilidade dos materiais usados em bens de consumo e a energia necessária para produzir esses mesmos bens são factores a ter em conta.

Existem sem dúvida alguma um enorme número de pequenas acções que podemos fazer para que possamos individualmente contribuir para um estilo de vida mais sustentável e mais amigo do ambiente. Pecamos muitas vezes pelo comodismo e pela falta de esperança.

Pessoalmente sou um fiel crente do poder do indivíduo é que só através da mudança individual se originam mudanças em massas.

Um bom fim de semana a todos,

1 Comments:

At 2:38 da tarde, Blogger xipsocial said...

Olá, a minha pegada total é 3.7, seriam necessários 2.1 planetas se todos tivessem a minha pegada. A contribuição parcelar mais significativa foi nos bens de consumo e serviços com 1.1.
Sei que conseguiria baixar bastante estes números, através da alimentação vegetariana, tomada de medidas de eficiência energética na habitação, utilizar ainda menos o automóvel e ter em conta que não tenho nem utilizo veículo motorizado de duas rodas.
Mas realmente é bem ilucidativo do nosso estilo de vida exagerado!

 

Enviar um comentário

<< Home

Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet
Site Ring from 

Bravenet