quinta-feira, julho 14, 2005

Erva da Semana IV: Consciência Ambiental

Escrevo de improviso;

Permitirei que os meus pensamentos fluam para o papel livremente e deixo a esperança de que no fim consiga, mais uma vez, deixar aqui algo de positivo para que possamos cada vez mais desenvolver uma maior e melhor consciência ambiental. Nestes últimos dias estive na Alemanha a matar Saudades de velhos tempos, já tinha decidido que viajaria por esta altura para puder ir ao Festival Folk de Ingelheim. Ingelheim já se realiza à 34 anos, sendo o Festival mais antigo de toda a Alemanha,(isto foi o que me disseram).

Passei uns dias óptimos na companhia da minha filha, a minha eterna amiga, assim como outros amigos e conhecidos. Longe do stress, com muita gente simples e todos diferentes uns dos outros, sem preconceitos, sem muros. Já não é a primeira vez que vou ao Festival de Ingelheim, mas desta vez, talvez pelo facto de ser agora pai, e passar mais tempo acordado de dia do que à noite, estive mais atento às pessoas e ao local onde o Festival se realiza.

Reparei sobretudo, como durante os três dias de Festival o local se manteve impecavelmente limpo, incluindo casas de banho. Reparei ainda como as pessoas se preocupavam em deixar caminhos entre as tendas nas zonas de acampamento. Estes são sinais muito claros de uma mentalidade bem diferente daquela que encontramos na sociedade portuguesa. Mas antes de criticarmos, (mal genético dos portugueses), convém procurar as causas que levaram a essa diferença de mentalidade. Aqui tentarei apenas analisar as razões para a existência de uma maior consciência Ambiental.

É sabido que a sociedade alemã é talvez a sociedade na Europa mais consciente sobre as necessidades de preservar o meio ambiente. Aliás, essa consciência é bem visível na projecção que teve o partido dos Verdes desde a década de 70. Quem sabe os nossos ridículos “Verdes” pudessem tentar aprender alguma coisa com os verdes alemães e não se limitar a ficar na sombra do PCP que lá vai assegurando o tacho a alguns cómico-deputados que se intitulam de “Verdes”.

Convém lembrar que a consciência ambiental existente na Alemanha não é fruto do acaso, mas de um gigantesco processo de industrialização que a Alemanha viveu desde os anos 50. Recordo-me de histórias que ouvia, como o céu era cinzento em Ludwigshafen onde se encontra o complexo industrial da BASF e da inexistência de peixe no rio Reno. Quero com isto dizer apenas que a realidade vivida no passado recente levou a sociedade alemã a ganhar uma forte consciência ambiental, produto de um confronto directo com problemas ambientais que se arrastaram por muitos anos. Foi o confronto e a experiência que levou a Alemanha a ser hoje uma das referência a nível de politicas e tecnologias ambientais.

“Na década de 70 houve uma enorme consciencialização da sociedade alemã para a importância da preservação do ambiente.”

“Na década de 70 Portugal descobria a democracia.”

“Nos anos 70 na Alemanha falava-se de qualidade de vida e conservação.”

“Nos anos 70 em Portugal falava-se em reconstruir o pais que tinha sido entregue ao esquecimento.”

Pretendo apenas transmitir que em Portugal não existiu uma consciencialização da sociedade a nível ambiental porque também não existiu um enorme desenvolvimento industrial como noutros países. Nos anos 70 éramos sobretudo um país rural com algumas indústrias. É curioso como facilmente nos esquecemos da realidade existente no nosso país à coisa de 30 anos e exigimos ser uma sociedade moderna e desenvolvida como noutros países europeus.

Uma vez que o nosso processo de desenvolvimento se iniciou muito mais tarde é natural que nem todas as mudanças se possam suceder tão rapidamente como a de construção de infra-estruturas, principalmente a mudança de mentalidades que normalmente é a mais lenta de todas. É natural que o nível de consciência da sociedade portuguesa seja bem diferente do da Alemanha, Áustria, Suécia ou Holanda, afinal tivemos décadas de Ditadura. Devido ao atraso a que sofremos provocado pela história, a forma de atingir uma mudança de mentalidades em Portugal nunca se dará de uma forma, que poderá ser chamada de, natural.

Isto quer dizer que o processo de aprendizagem que Portugal enfrenta em relação às questões ambientais, não se pode dar pela experiência e contacto directo com problemas ambientais, mas sim pelo processo educativo. Apenas através da educação podemos ganhar terreno aos que já desenvolvem a sua consciência ambiental desde dos anos 50 e 60. Esta é a grande diferença entre a batalha pelo meio ambiente em países que foram e são altamente industrializados e países como Portugal onde nunca houve uma verdadeira revolução industrial.

É bom compreendermos que temos que fazer um enorme esforço no campo educativo para que possamos alterar alguns hábitos e mentalidades. Isto não se aplica apenas à consciência ambiental, mas também a uma maior consciência global sobre as responsabilidades de cada cidadão na sociedade, nomeadamente sobre a importância do contributo individual de todos nós.

1 Comments:

At 4:51 da tarde, Anonymous Suzanna Matos said...

Identifico-me plenamente com essa linha de pensamento. Só quem vê com os próprios olhos as diferenças dos outros países em relação a nós, é que realmente pode entender. Vivi metade da minha vida no estrangeiro e para mim, algumas situações, mesmo as denunciadas, e às quais ninguém quer prestar atenção (porque não querem ou porque não lhes convem), deixa-me mesmo revoltada. A educação e civismo é a base para a mudança. É onde se deve apostar! Já chega de desculpas esfarrapadas, na vez do belo do tuga ir ao Algarve (não tenho nada contra os algarvios) porque não ir de férias para outro país, expandir horizontes e aprender com os "erros" dos outros, falando, trocando impressões, comparando...? Em algumas situações até fica mais económico, e, "aculturamo-nos" !!!!!

 

Enviar um comentário

<< Home

Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet
Site Ring from 

Bravenet